SUSTENTABILIDADE – A ORIGEM     A sustentabilidade é o referencial, e o marco orientador da Mexirica. Nossa missão não se limita a vender produtos slow fashion, slow beauty, artesanais, naturais, orgânicos, manufaturados e veganos, mas sim em vender ideias, criações, inspirações e insights que formam uma nova consciência sobre a nossa relação com o consumo. A Mexirica acredita que toda entidade comercial, seja ela de qualquer natureza ou ramo de atividade, precisa encarar seu papel de agente social de transformação. Toda forma de interação social, interpessoal e também comercial, pode sim corroborar com o processo de educar, conscientizar e formar pessoas cada vez mais conscientes da responsabilidade do consumo sustentável. Por isso, iniciamos nossa interação, com uma série de textos sobre o tema da sustentabilidade . Neste primeiro texto, iremos tratar do tema de modo preambular. Por mais que o tema da sustentabilidade seja o tema recorrente e amplamente utilizado nos dias atuais, é provável que muitos não saibam sobre sua origem, sua história, sobre os usos e sentidos dados ao termo ao longo de quase seis décadas de sua utilização no ambiente político e acadêmico. Antes de tratarmos do surgimento e da origem do termo sustentabilidade, precisamos retroagir um pouco para falarmos da ecologia, uma subdisciplina da biologia, na qual teve início as primeiras discussões modernas a respeito da relação do ser humano com o seu habitat. Após a segunda metade do século XX, a disciplina que originalmente tinha como função estudar a relação entre as espécies animais e seu ambiente, se desenvolveu em duas vertentes: uma de viés biológico e outra de viés político-social. Os desdobramentos dessa última vertente foram os principais responsáveis por transformar a ecologia numa disciplina de abordagem multidisciplinar, e posteriormente, no chamado “movimento ecológico”, nos anos 1960. Este movimento já nasce com a marca da heterogeneidade, comportando grupos e discursos dos mais diversos, em sua maioria motivados pela ameaça nuclear da “Guerra Fria” e pela exaustão dos recursos naturais do planeta. As discussões promovidas pelo surgimento do movimento ecológico acirraram ainda mais os questionamentos sobre o modo de vida das sociedades industriais, mas principalmente, sobre o modelo de crescimento econômico adotado por estas. Neste contexto, surge a figura do ecologista, cuja função era a de apontar soluções para a crise ecológica, sobretudo, descobrindo novas formas de equacionar o problema de viver, produzir e crescer sem colocar em risco a segurança ambiental do planeta.   Na esteira das reflexões que se posicionavam contra esse novo modo de vida provocado pelo industrialismo, foi publicado em 1962, o livro Primavera Silenciosa , de Rachel Carson. Esta obra teve grande importância na mudança do paradigma interpretativo sobre a ação humana. A de que esta é uma ação sui generis ; que possui um enorme potencial desestabilizador; que o homem é o único animal que fabrica necessidades; que tais necessidades não são compatíveis com os recursos naturais disponíveis; que a degradação imposta pelas sociedades industriais não encontra precedentes em outro momento da história humana; e que é um grande equívoco pensar que existem recursos naturais em quantidade ilimitada. Apesar de alguns autores afirmarem que a ideia de sustentabilidade já estava presente na silvicultura europeia do século XVI, é a partir da publicação de Primavera Silenciosa , que a historiografia do movimento ecológico costuma identificar a origem recente do conceito de sustentabilidade . O conceito se tornou um dos mais utilizados nos últimos 60 anos, para se tratar de questões que vão desde o destino do lixo doméstico até o destino do lixo espacial.   Para saber mais sobre o assunto, leia a clássico, O que é ecologia? Dos autores José Augusto Pádua e Antônio Lago, da Editora Brasiliense.   Deixe suas impressões, comentários, críticas e sugestões. A Mexirica quer saber o que você tem a dizer.
02/06/2019
Assine nossa Newsletter
Contato
Indaial/SC CEP: 89080-568 (47) 992580219 contato@mexirica.net CNPJ: 20.395.493/0001-13
Formas de Pagamento
© Copyright 2019 | Mexirica.net - Todos os direitos reservados